google.com, pub-3723287605272792, DIRECT, f08c47fec0942fa0

7 Praias vence o Real Madruga e larga com o pé direito na 1ª Super Copa Filhos da Terra

Por Lucas Ribeiro

No complemento da primeira rodada do grupo B, o 7 Praias confirmou a boa expectativa, venceu o Real Madruga e embolou o grupo, já que com a eliminação do Nada a Perder, restaram apenas quatro equipes.

O jogo

Não deu nem tempo para o Real Madruga se acomodar em campo. Logo no primeiro minuto de jogo, Digo avançou pelo meio e serviu João. O camisa 5 dominou, invadiu a área e fuzilou de perna esquerda para abrir o placar. Vale ressaltar que o Real Madruga estava com Jefferson improvisado no gol.

Após o baque inicial, o Real Madruga até tentou se recompor e entrar no jogo. Aos quatro minutos, Rodrigo cruzou da esquerda e Henrique emendou um voleio. A bola passou com perigo por sobre o gol.

Após o começo movimentado, o jogo caiu de produção. Tanto 7 Praias, quanto Real Madruga conseguiram encaixar melhor a marcação e dificultou a vida do sistema ofensivo de ambas as equipes.

Anderson chega e substitui Jefferson no gol do Real Madruga.

Mas o 7 Praias tinha uma arma para quebrar essa marcação: Digo, camisa 14. Melhor em campo, o meia foi até o fundo pela esquerda aos 21 minutos e tocou para trás. Melancia dominou na entrada da área e bateu colocado, no canto esquerdo, sem chances para Anderson. 2 a 0

7 Praias amplia e garante o resultado

O segundo tempo começou com o 7 Praias pressionando o Real Madruga. Aos dois minutos, Oreia avançou pela direita e tocou para Cafu. O camisa 8 bateu cruzado, de pé direito, mas a bola saiu raspando o poste direito de Anderson.

Mas aos oito minutos não teve. Digo (de novo ele), fez boa jogada pelo lado direito e foi derrubado dentro da área. Pênalti. Melancia cobrou bem, no canto direito superior, fora do alcance de Anderson e ampliou o marcador. 3 a 0.

Mesmo com uma desvantagem de três gols, o Real Madruga não se entregou. Com 11 minutos da segunda etapa, Henrique teve uma chance de bola parada. O camisa 11 cobrou por cima da barreira, mas a bola acabou saindo por sobre o travessão, com perigo.

No minuto seguinte o Real Madruga teve a sua melhor chance na partida até então. Lucas invadiu a área pelo lado esquerdo, passou por dois marcadores e foi derrubado por Mizael. Pênalti. Rodrigo pegou a bola, bateu cruzado, Celso acertou o canto, mas a bola acabou saindo à direita do gol.

A equipe do Taboão seguiu buscando o gol de honra. Aos 29, Henrique invadiu a área pelo lado direito e bateu cruzado. Celso voou no canto direito, deu um tapa na bola e evitou o primeiro gol do Real Madruga.

Mas se tinha alguém que merecia um gol era Digo. O camisa 14 do 7 Praias invadiu a área do Real Madruga e encheu o pé esquerdo. A bola explodiu no travessão e saiu. (31 minutos).

Mas de tanto insistir, o Real Madruga foi recompensando. Aos 33 minutos e último lance relevante da partida, um cruzamento para a área do 7 Praias, a zaga afastou mal e ela sobrou para Rodrigo, que encheu o pé direito e marcou o único gol do Real Madruga.

Ficha Técnica
7 Praias 3×1 Real Madruga
Data: 
22/09/2018
Local: Arena Palmeirinha Paraisópolis

7 Praias: 01- Celso, 02- Oreia, 03 – Adilson, 15 – Tio Phill (16-Fabinho) e 07 – Zé Maria; 04- Mizael, 18- Vitinho, 14- Digo e 08- Cafu (20-Bruninho); 05- João e 09- Melancia. Téc: Laércio.

Real Madruga: 01- Jefferson (12- Anderson), 02 – Lucas Dean, 25 – Diogo (04- Cleuson), 03- Diran e 06- Thiago; 16- Maurício, 10- Lucas, 18- Agnaldo (07- Alex) e 8- Rodrigo; 11 – Henrique e 20- Peba.