google.com, pub-3723287605272792, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Pão Caseiro derrota C.S.E e está na final da 1° Copa Bola Preta

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather

Equipe do Ipiranga começou atrás no placar mas teve forças para conseguir a virada e garantir vaga na decisão

Por Caio Brito

Na primeira semifinal do sábado(03), Pão Caseiro e C.S.E fizeram um jogo agradável no CDC Bola Preta. Desde o inicio o nível técnico do confronto foi elevado, com diversas alternâncias no controle da partida.  Porém, no final, prevaleceu o favoritismo dos atuais campeões da Copa Nove de Julho, que agora enfrenta Blackout no próximo sábado(10) na grande decisão da Copa Bola Preta.

Pão Caseiro e C.S.E fizeram homenagem à Chapecoense antes da partida – Foto: Caio Brito/FCS

O jogo

O  início do confronto foi agitado. Com a equipe do técnico Japonês propondo as ações ofensivas.  Como resultado dessa pressão inicial,  logo com 6 minutos a 1° chance de perigo.  Rodrigo recebeu com espaço no campo de ataque e arriscou. A bola foi por cima.

Após ser pressionado no começo, a equipe do C.S.E se encontrou na partida e logo aos 13’ abriu o placar. Jean Lucas fez jogada individual pela esquerda e tocou curto para Jefferson na entrada da área. O camisa 8 emendou de primeira e surpreendeu Bahia.

Foto: Caio Brito/FCS

O gol serviu para incendiar a partida. Com o resultado adverso, não havia outra alternativa para o Pão Caseiro. Era preciso partir para o ataque. E o empate quase veio aos 18’.

Rodrigo se livrou da marcação pelo meio e arriscou de longe. A bola espirrou na zaga e sobrou para Darlei na meia lua. O atacante fez o giro e pegou firme de pé direito. Seu chute passou perto do ângulo esquerdo. Seria um golaço.

Esse lance empolgou a equipe do Ipiranga, que continuou martelando  o adversário em busca do empate. Porém, o Centro Social Esportivo fazia uma partida firme. Além de um ataque perigoso, a equipe do Parque Doroteia apresentava um sistema defensivo bem postado. Naquele momento, a partida aberta.

Aos 28’ veio a igualdade no placar após cobrança de falta.  Porém, o auxiliar Alef Cotias estava bem posicionado e anotou impedimento do zagueiro Saulo.

Já nos acréscimos, quando todos já esperavam o intervalo, o Pão Caseiro conseguiu o empate. Após boa troca de passes,  Alê recebeu na direita e fez o cruzamento.  A bola atravessou a área e encontrou o baixinho Bruninho no segundo pau. O camisa 10 só escorou de cabeça.

2° tempo

Animados por conseguir a igualdade nos minutos finais do 1° tempo, a equipe do Pão Caseiro voltou com um ritmo forte para os últimos 35 minutos.  Com isso, logo no começo veio a virada.

Aos 4′, após cruzamento da direita, a bola desviou na zaga e sobrou limpa para o Bahia fazer a defesa. Porém, o goleiro se atrapalhou e soltou a bola  nos pés de Darlei.  De carrinho, o  artilheiro isolado da competição apenas  concluiu para o gol vazio e fez seu oitavo gol no torneio.

Foto: Caio Brito/FCS

O gol abalou a equipe do Parque Doroteia e por falta de capricho o Pão Caseiro não alcançou uma vantagem maior no placar. Entretanto, com a partida chegando perto final, o técnico Pé fez diversas alterações e lançou sua equipe ao ataque.

De inicio, a estratégia surtiu efeito, mas com o tempo as opções ofensivas foram neutralizadas. E pior, em diversos momentos os espaços apareceram na defesa. Mas, novamente, faltou capricho nas finalizações e o placar seguia 2×1. Tudo encaminhava-se para um fim de jogo controlado pela equipe do Ipiranga. Até que nos acréscimos veio o lance o jogo.

No campo de ataque, Felipe cobrou falta da direita para área. A zaga do P.C não conseguiu afastar e a bola sobrou limpa para Cidão na marca do penalti. O zagueiro concluiu de carrinho mas mandou por cima. Incrível! O banco do C.S.E não acreditava.

Autor do gol da classificação, Darlei falou com o FCS  “Graças a Deus tive a oportunidade de fazer o gol e ajudar o Pão Caseiro em mais um jogo. Agora é para final e fazer mais um bom jogo”. O atacante ainda comentou sobre a decisão” A partir da reta final não tem adversário bom. Todos vem para dificultar. Mas vamos ajeitar nosso time para fazer uma grande final”.

Agora na grande final, o Pão Caseiro enfrenta o Blackout, que na outra semi final venceu o Real Palestra também por 2×1. A partida ocorre as 11:30 no CDC Bola Preta.

Jogadores do Pão Caseiro se reuniram após a classificação – Foto: Caio Brito/FCS

Pão Caseiro 2 x 1 C.S.E
Local: CDC Bola Preta
Data: 03/12/2016

Pão Caseiro:  Bahia; Gargamel(Samuel), Misael, Saulo e Felipinho(Coquinho); Ale, Muca, Rodrigo(Julio César), Bruninho; Darlei(Michael), Bocão(Jeferson) – Técnico: Japonês

C.S.E:  Bahia; Ratão(Djalma), Cidão, Rafa e Felipe; Jeferson(Wilke), Oreia(Thiago), Jean Lucas(Wanderson) e Marquinhos; Poronga e Giovanni(Caíque) – Técnico: Pé

Árbitro: Carlos Roberto Silva (Carlão)
Auxiliar 1: Alef Cotias (Pizza)
Auxiliar 2: José Pereira da Silva (Pereira)
4° Árbitro: Rodrigo Barbosa Brito

Representantes: Celo SP e Aílton

Foto: Caio Brito/FCS

 

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather