google.com, pub-3723287605272792, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Brasília goleia Anhanguera e está nas oitavas da Copa Capela do Socorro

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather

Equipe do Jardim São Luiz controlou a partida desde o inicio e fez 4×0 com autoridade

Por Caio Brito

Jogando no campo do adversário, no último domingo(04), a reformulada equipe do Brasília não tomou conhecimento do Anhanguera e construiu o placar favorável logo no inicio da 2° etapa. O resultado,  além de credenciar o time como um dos favoritos ao titulo, colocou o atual campeão da Copa Colorado nas oitavas de final da Copa Capela do Socorro.

Foto: Caio Brito/FCS

O jogo

Desde o apito inicial, o controle das ações ofensivas foi do Brasília. Como resultado,  logo com 10 minutos duas oportunidades foram desperdiçadas.

Foto: Caio Brito/FCS

Na primeira, o goleiro Sidney operou um milagre após conclusão de Rogerinho, enquanto na segunda, Gustavo furou o cruzamento de Everton pela direita.

Com o passar do tempo o Anhanguera se encontrou no duelo e na medida do possível passou a neutralizar as jogadas ofensivas do seu adversário. Com isso, o jogo ficou equilibrado. Entretanto, o nível técnico do confronto diminuiu. Mesmo assim, aos 33′, as redes balançaram.

Rogerinho roubou a bola no campo de ataque e rapidamente acionou Maurílio pelo meio. O atacante deixou a marcação para trás, invadiu a área e só deslocou o Sidney.

Logo na sequencia, quase o empate. Após boa troca de passes,  Kleber recebeu com e espaço e acionou Douglas dentro a área. O atacante percebeu o goleiro adiantado e deu um toque sutil por cobertura. A bola passou muito perto.

2° tempo

Na etapa final, o Anhanguera voltou desligado. E isso foi fundamental para o resultado elástico ser construido. Com 15 minutos a fatura estava liquidada.

Aos 8′, após lançamento do campo defesa, Maurílio recebeu sozinho na frente de Sidney. O camisa 9 só teve o trabalho de avançar e com muita solidariedade fez o passe para Pio que acompanhou a jogada. O meia que foi substituído logo na sequencia do lance só escorou para o gol vazio.

Foto: Caio Brito/FCS

Já aos 12′, após troca de passes, Rogerinho tocou rasteiro para o meio da área e encontrou Gustavo, que emendou de primeira. A bola desviou na zaga e tirou as chances de defesa do goleiro.

A partir do terceiro gol,  o ritmo do confronto mudou. As equipes já haviam aceitado o resultado e apenas tocavam a bola esperando o tempo passar.

Aos 22′, mais um para o Brasília. Max(que saiu do banco) foi lançando em profundidade e foi derrubado pelo camisa 1 do Anhangueira. Penalti e expulsão de Sidney. Na cobrança, o zagueiro Reginaldo(que também saiu do banco) bateu firme e ampliou a vantagem.

A partir desse lance, a partida poderia ter sido encerrada. Tudo porque, com 10 jogadores em campo e um jogador linha na função goleiro, o Anhanguera apenas torcia para o tempo passar rápido. Enquanto o Brasília administrava sua vantagem e não corria riscos.

 

Anhanguera 0x4 Brasilia
Local: CDC Anhanguera
Data: 04/12/2016

Anhanguera: Sidney; Douglas Costa, Douglas, Lessandro e Luan; José Carlos, Hudson, Luan e Rodrigo Silva; Kleber e Julio Cesar

Brasilia: Edgar; Everton, Jeremias, Rodrigo e Cleber; Ivan, Welligton, Maurilio, Rogerinho e Piu; Gustavo

Arbitro: Ademir Sebastião
Auxiliar 1: Andre Luiz
Auxiliar 2 : Rosalvo

Foto: Caio Brito/FCS

 

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather