Título, respeito e reconhecimento: a ascensão meteórica do Favela/Heliópolis, que comemora 2 anos de vida

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather

Por Diego Cunha

No dia 5 de abril de 2014, nascia no bairro do Heliopolis (a maior comunidade de São Paulo), um dos times que mais se destacariam no cenário varzeano nos últimos dois anos: O Favela. Agora, no próximo dia 9, o time do Helipa realiza o seu festival de dois anos, para comemorar a ascensão meteórica que o time alcançou: em tão pouco tempo, é considerado por muitos como um dos times mais fortes da várzea de São Paulo.

Fundação do Favela/Heliópolis

O Favela teve sua criação quando Marcelinho, atual presidente, teve uma divergência com os diretores do Cantareira, também de Heliópolis, e que no caso ele era o Vice-Presidente da Agremiação. Segundo Marcelinho, os ideais dele com o da diretoria da época acabaram não dando certo e, seria ruim para a imagem dele se transferir para outro time do bairro, já que ele tinha deixado muitos amigos no Cantareira. Foi então que ele chamou outros amigos, que viraram diretores e assim montaram o Favela.

A meta da dupla até então, era montar um time forte e competitivo para trazer títulos de expressão para a comunidade.No primeiro ano em atividade, já foram campeões da Copa Nove de Julho, uma surpresa para todos. Para surpresa ainda maior, enfiaram uma goleada histórica para cima do São Carlos, de Guaianases, 5 a 0.

 

Diretores do Favela ao lado do troféu da Copa Nove de Julho
Diretores do Favela ao lado do troféu da Copa Nove de Julho (foto: André Martinelli)

Importância do Favela

O principal ideal do Favela era trazer os olhos da várzea para a comunidade, trazer algum título de expressão que o bairro estava carente, já que antigamente outras equipes de Heliópolis chegaram longe na extinta Copa Kaiser.

A Copa Nove de Julho, na visão dos dois fundadores do time, foi o título mais comentado do ano de 2015. Uma equipe nova não poderia ter conseguido algo melhor que um dos campeonatos mais importante do ano e jogando um futebol encantador e eliminando equipes de grande porte.

Time do Favela campeão da 5ª Copa Nove de Julho (foto: Lucas Ribeiro)
Time do Favela campeão da 5ª Copa Nove de Julho (foto: Lucas Ribeiro)

No dia das crianças de 2015, o time fez questão de entregar presentes para as crianças carentes da comunidade, foram cerca de 400 presentes entregues com presenças do ex-jogador profissional Anderson Lima, Sandrinho do Futsal, entres outros.

Favela em 2016

Neste ano, o time de Heliópolis também vai disputar grandes campeonatos. Disputou a Super Copa Pioneer, onde caiu nas quartas de final para o Nove de Julho, já está classificado para o mata-mata da Copa Nove de Julho e já foram convidados para participar da Copa Bifarma, que contará com mais equipes nessa edição.

Sucesso do time

Uma das fórmulas de sucesso do Favela é manter a base desde o primeiro jogo do time. Eles conseguiram juntar um grupo que se conhece e se reúne na sede após o jogos, agregando algumas peças pontuais durante a disputa de novas competições.

12443394_760905027342383_661689630_o
Diretores do Favela em frente à sede do time (Foto: André Martinelli)

Feijoada

O time faz festas para ajudar com os custos da equipe. Porém, as festas servem também para levar entretenimento para a comunidade. Dentro de Heliópolis têm várias festas durante a noite, mas ele fazem esses eventos durante o dia, para atrair as pessoas que não tem acesso a outras festas.

Segundo Marcelinho, o Favela está conquistando seu espaço na várzea com humildade. Muitos times apoiam e comparecem nas festas do time. A rivalidade fica para dentro de campo, fora dele tem a amizade entre os diretores.

Festival de 2 anos

O segundo aniversário da equipe de Heliópolis será um pouco semelhante com o de um ano, só que nesse ano teremos a arrecadação de alimentos para serem distribuídos para pessoas carentes ou pessoas que perderam tudo nas enchentes que ocorreram no mês passado na maioria do estado.

Os jogos desse ano vão ocorrer no mesmo lugar do ano passado, na Arena Oi Heliópolis, e em seguida, uma festa que vai até o amanhecer, com vários Mc’s, além da banda de samba Hora Extra e da Banda de forró Xabre do Forró, entre outros. Confira os jogos:

e5a38e84-2ef0-4206-8cf6-ca974b8a2dbb

263cd77c-7f58-4d10-9c7c-424b5a821fb5 e48b2018-e8d4-4d85-9b1b-655d15f64c9a

 

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather