Tricolor do Parque estreia bem e goleia CSA

 

Equipe do Parque Guarani aplica um impiedoso 6×2 e inicia Copa Negritude com o pé direito

Por Caio Brito

Foi um massacre. Desde o inicio do jogo ficou evidente a diferença técnica entre os dois times. Em nenhum momento a equipe do Itaim mostrou que poderia encarar a partida de igual para igual. Logo aos 5 minutos, Rafael saiu errando na defesa e obrigou o goleiro Mauro a derrubar Diogo dentro da área. Pênalti claro. Na cobrança, o próprio Diogo deslocou o goleiro e abriu o placar.

O gol logo no inicio não diminuiu o ímpeto ofensivo do Tricolor, que continuou criando chances para ampliar o placar. Até que aos 11 minutos veio o segundo. Em excelente troca de passes, Adriano encontrou Pelé livre na entrada da área. O camisa 11, com extrema liberdade, dominou e finalizou com muita eficiência. A bola foi no ângulo esquerdo, lindo gol. Tricolor 2×0.

img1
Foto: Caio Brito/FCS

Apenas aos 21’, o CSA ofereceu perigo. Rodrigo roubou a bola no campo de ataque e tocou rapidamente para Dedezinho, que invadiu a área e finalizou firme. O chute passou muito perto da meta do goleiro Jonathas. Porém, o domínio do jogo continuou com a equipe do Parque Guarani, que trocava passes com eficiência e imprimia um forte poder de marcação.

Aos 25’, veio o terceiro. Em excelente jogada individual, Adriano se livrou de marcadores, invadiu a área e só deslocou o goleiro para ampliar a vantagem. Com o 3×0, o ritmo da partida diminuiu. Com o placar muito favorável, o Tricolor passou a se poupar. Então, o CSA começou ocupar o campo de ataque, mas demonstrando muita fragilidade, tornando o jogo menos atraente.

Porém aos 34’, Luis Henrique fez bela jogada pela esquerda e encontrou Douglas no bico da área. O gordinho teve tranquilidade e fez um belo cruzamento para Danilo, que cabeceou firme e diminuiu o placar. Com o 3×1 as equipes foram para o intervalo.

Segundo tempo

 Por incrível que pareça, a segunda metade começou com o CSA tomando a iniciativa do jogo. Dedezinho teve boa chance pela esquerda e Douglas arriscou de fora da área com muito perigo.

Essas duas oportunidades foram suficientes para acordar o Tricolor. Aos 7’, Adriano recebeu com liberdade pelo meio e fez belo lançamento para Diego – que acabara de entrar na vaga de Diogo. O atacante invadiu a área e finalizou com tranquilidade. 4×1 e o jogo controlado novamente.

img2
Foto: Caio Brito/FCS

Nem o gol de Dedezinho, aos 15’, após cobrança de escanteio, foi suficiente para mudar o cenário da partida. Porque logo na saída de bola, Adriano tabelou com Denner (que também entrou durante a partida) e finalizou cruzado da entrada da área. 5×1. Fatura pra lá de liquidada.

Após o quinto gol a partida poderia ter sido encerrada. As equipes apenas tocavam a bola esperando o apito final. O forte calor também influenciava e o cansaço era evidente nos atletas. Ainda sobrou tempo para Marcelo balançar as redes. Nos minutos finais o volante apareceu livre dentro da área e fez o sexto.

Excelente estreia do Tricolor, que praticamente assegurou vaga na segunda fase. Já o CSA, deixou a impressão que muitas coisas precisam mudar para o segundo e decisivo jogo.

Ficha técnica

 Tricolor: Jonathas; Nil, Lê, Kaka e Tia; Marcelo, Chupeta, Ricardinho (Denner) e Adriano; Pelé e Diogo (Diego) – Técnico: José Amaro.

CSA: Mauro; Rafael, Maicon, Thiago e Reginaldo; Rodrigo, Lucas, Danilo D. e Luis Henrique; Douglas (Edson) e Dedezinho – Técnico: Daniel Francisco

Cartão vermelho: Rodrigo (CSA)

Árbitro: Ronaldo Amaral

Assistente 1: Kauan Roberto

Assistente 2: Eduardo

Local: CEU Jambeiro

Voltar ao Topo