google.com, pub-3723287605272792, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Resenha pós jogo – Figueirense x Palmeiras

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather

 

Primeiro capitulo da novela “Kleina – O Salvador”

O clima de decisão estava instalado no Orlando Scarpelli. Estádio cheio, um clima tenso, duas equipes entrando para vencer de qualquer jeito, tudo para termos um bom espetaculo, mesmo levando em conta a posição de ambas as equipes na tabela. Era o primeiro episódio da novela “Kleina – O Salvador”

Mas na pratica não aconteceu isso, o Figueirense não entrou em campo, enquanto o Palmeiras encarava o jogo como sobrevivencia. Disputava cada bola, era um time vibrante em campo. O técnico Kleina montou um Palmeiras próximo do ideal para tirar o time dessa situação. Com três volantes, e com Maikon Leite e Valdivia buscando o contra golpe, o Palmeiras estava bem armado para o matador Barcos.

Mas o principal jogador desse Palmeiras desde 2010 é Assunção. O negrinho é bom de bola, mortal na bola parada. E nas bolas paradas o goleiro Wilson entregou  o jogo para o time verde. Em dois lances, aos sete e aos nove, ele saiu mal do gol. Melhor para Heleno e Henrique, que aproveitaram a falha do goleirão para colocar o Palmeiras em vantagem.

Depois o Palmeiras se fechou e o Figueira passou a pressionar, teve bola na trave, mas errava passes fáceis, passou a ter a torcida jogando contra, virava um inferno astral o Scarpelli para o Figueira.

Na volta da segunda etapa, Julio Cesar entrou no lugar do volante Tulio, e a partir dali o Figueira melhorou  no plano ofensivo. A insistência em Julio Cesar facilitava a marcação no centro avante. Foi quando entraram em ação Caio e Aloisio. Primeiro uma tentativa de Caio, a bola desviou e foi para fora. No lance seguinte, Caio arriscou outra vez, Bruno deu rebote e Aloisio estava lá para estufar a rede alviverde, aos 19 minutos.

O gol animou a torcida, que  voltou junto do Figueirense, o time ganhou confiança, passou a querer pressionar o Palmeiras. Foi quando entrou em ação  o vilão da noite, Wilson. Aos 22 minutos, Barcos levantou a bola na área, o arqueiro cortou mal e a bola sobrou para o iluminado Assunção. Sem goleiro, ele empurrou para as redes. Era o golpe fatal. Depois foi apenas cozinha o jogo até o fim e dar um final feliz para o primeiro episódio da novela.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *