Coritiba x São Paulo – Gremio x Santos

 

Vendo os compactos dessas partidas hoje, vou começar pelo jogo do Couto Pereira.

O empate foi justo no Couto Pereira. Mas a maior vergonha do futebol nacional é ver o Sr. Bassols como distintivo FIFA. Depois de aprontar em Corinthians x Atlético MG, foi a vez do São Paulo sofrer com O PIOR ARBITRO DO FUTEBOL BRASILEIRO.

Um pênalti completamente inexistente marcado a favor do Coritiba. E o pior, na cara dele. Simplesmente ridículo e inaceitável  E como um erro leva ao outro, expulsou de forma injusta o zagueiro tricolor Rodolfo. Que fez falta dura aos 32 e merecia o amarelo, mas não merecia amarelo no lance do pênalti inexistente.

Mas falando do jogo, São Paulo e Coxa fizeram uma partida equilibrada até os 32 minutos do segundo tempo. Trocando oportunidades de gol, e errando muitos passes, o jogo só ficou predominante para um lado após a expulsão. O Coxa abriu o placar em lance inexistente, e talvez seja o que mais dói no torcedor são paulino, mas teve varias chances de marcar. Se o São Paulo ia mal ofensivamente até a expulsão, melhorou com 10. Lucas teve mais espaço para as suas habituais arrancadas e aos 38 fez boa jogada, na confusão a bola sobrou para Osvaldo, em posição absolutamente legal (o lateral direito do Coxa da condição na parte inferior do vídeo), empatar o jogo e dar números finais a partida.

De positivo no Tricolor foi a força de reação, perdendo o jogo e com um jogador a menos, teve forças para empatar a partida, e segurar o Coxa nos minutos finais. De negativo fica o meio campo tricolor. Maicon não pode atuar de segundo volante. Wellington tem que substituir Denílson enquanto estiver fora, e Jadson não pode jogar com três atacantes, se o centro avante não for o Fabuloso. Essa formação de ontem fez com que o meio campo tricolor não atacasse, não marcasse, não fizesse nada. Isso aliado a falta da presença dos alas, deixou Lucas e Osvaldo em missão complicada. Ademílson então, não pode ser condenado, pois a bola não chegava.

Já o Coxa tem que abrir o olho. O risco da queda é iminente, ainda mais com o Palmeiras voltando a jogar um futebol razoável. A equipe não pode perder dois pontos como os de ontem.

O Santos também sofreu com a arbitragem. Mas diferente da maioria da imprensa, acho que Neymar foi acertadamente expulso. O pisão é claro, e não foi sem querer. O que é discutível é o primeiro amarelo da Joia  este sim considero exagero. O pisão é lance de no minimo um cartão amarelo, e um vermelho significaria muito rigor. Dar vermelho não é nenhum absurdo se o arbitro tivesse mantido o padrão. O que fica confuso é que o arbitro da cartão amarelo para Pará, e expulsa Neymar, sendo que ambos se agrediram da mesma forma.

O Santos mostrou que é um time forte, apesar de ser o pior time santista desde 2010. Mostrou que pode encarar os adversários sem Neymar, mas também deixa claro que perde e muito, a força ofensiva na ausência do craque.

O Grêmio foi superior no primeiro tempo inteiro. Com uma marcação perfeita em Neymar, sempre chegava ao ataque pelas laterais. Colocou uma bola na trave, ganhava todas pelo alto. No chão, Moreno quase abriu placar em chute cruzado perigoso. De tanto insistir pelo alto, Werley abriu o placar de cabeça, aos 33.

Na segunda etapa, Neymar nervoso tomou amarelo aos 5, foi expulso aos 7, e o Santos empatou aos 12, com Bruno Rodrigo. O gol acabou com a supremacia gremista. O Santos quase virou com André. O Grêmio tentava, mas abusava do chutão. Aos 28, Luxa colocou Leandro em campo e o Grêmio melhorou, mas nada a ponto de incomodar a zaga santista. O Santos quase saiu com a vitoria aos 49, Bernardo ia saindo livre na cara de Grohe. Léo Gago fez a falta, foi expulso. Na cobrança, Bernardo acertou o travessão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo