google.com, pub-3723287605272792, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Corinthians vence o primeiro clássico na história da Allianz Parque e mantém jejum alviverde no novo estádio

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather

Vitor Hugo dá a vitória ao Corinthians em lance desastroso. Cássio vacila, e Palmeiras não aproveita a oportunidade de ter um jogador a mais. Danilo, sempre ele, desequilibra o clássico a favor do Corinthians. Palmeiras segue sem vencer na Allianz como mandante em jogos oficiais

 

O Corinthians venceu o primeiro dérbi na Allianz Parque, novo estádio do Palmeiras. Danilo abriu o placar aos 34 minutos da primeira etapa, após lambança do zagueiro Vitor Hugo, que errou o recuo para Fernando Prass, Petros tomou a bola e rolou para Danilo, livre no meio da área, empurrar para o gol vazio.

No segundo tempo, Cássio foi expulso aos 11 minutos por fazer cera. Expulsão inédita, pois eu nunca tinha visto isso acontecer no futebol brasileiro. Com um a mais, Oswaldo de Oliveira colocou Alan Patrick no jogo e foi para cima do Corinthians. Lucas perdeu gol feito, o Palmeiras ainda teve chances em bolas levantadas, mas não conseguiu empatar jogo.

Análise do Dérbi

O Corinthians mereceu o resultado. Por jogar com time misto e fora de casa, soube se fechar e explorar os contragolpes. Danilo e Mendoza fizeram grande partida, atormentando o Palmeiras pelo lado esquerdo. Quem teve bom comportamento também foi o sistema defensivo do Corinthians. Embora tenha tido algumas falhas e algumas espanadas, a defesa se portou bem, mesmo tendo duas peças novas como Edílson e Edu Dracena. Dos dois, apenas Dracena deve ganhar a vaga de titular ao longo da temporada.

O destaque negativo fica por conta do goleiro Cássio, expulso de forma infantil. Embora eu ache que a expulsão tenha sido exagerada, o árbitro Raphael Klaus, tinha todo o direito de colocar o goleiro para fora e assim o fez. Outro ponto decepcionante no time do Corinthians foi o centroavante Guerrero, que fez uma partida apenas regular. Se esperava mais do peruano, depois da expulsão irresponsável, na quarta feira diante do Once Caldas.

6w5rg2115z_8lwccn13bl_file

Já o Palmeiras fez uma boa partida. Sabia que tinha a obrigação de vencer, sabia que jogava com a força da torcida ao seu favor e não negou a responsabilidade. Tomou a iniciativa do jogo desde o começo e pressionou o Corinthians. Se não fosse pela falha grotesca do zagueiro Vitor Hugo, o time alviverde não teria saído derrotado no clássico de hoje.

O que fez mal ao Palmeiras foi o clássico ser muito precoce. O jogo logo na terceira rodada não o deu tempo necessário para a equipe se preparar. Faltou entrosamento ao time alviverde para finalizar melhor as jogadas. Allione e Robinho bem que tentaram articular as jogadas no primeiro tempo. Contaram com a ajuda de Zé Roberto e Lucas, mas faltou Maikon Leite entrar no jogo. Leandro Pereira sofreu com isso e ficou isolado entre os zagueiros na maior parte do jogo.

No segundo tempo com Dudu e Alan Patrick, o Palmeiras melhorou nas trocas de passe. A expulsão de Cássio ajudou o time da Academia, que pode trocar passes com tranquilidade. O time só pecou por insistir em triangulações pelo meio, ao invés de explorar os lados do campo. Faltou ter um pouco mais de ousadia e arriscar mais chutes ao gol, já que o Corinthians se fechava muito bem.

O clássico foi bom dentro de campo, com duas equipes que se preocuparam em jogar bola e não criar confusão. Clima bem diferente do que foi fora de campo durante toda a semana e do lado de fora da Allianz hoje, que se transformou em uma praça de guerra. Mas esta briga é tema para outro texto.

Agora resta as duas equipes se prepararem para as próximas partidas. O Corinthians tem o Once Caldas na quarta, para definir a vaga na Libertadores. Caso avance, já vai pensar no clássico contra o São Paulo no dia 18.

Já o Palmeiras tem que abrir o olho, porque pode ficar até 05 pontos atrás da zona de classificação para as quartas de finais. O Alviverde aguarda o fim da rodada para saber em que pé ficará o grupo 3.

 

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *