google.com, pub-3723287605272792, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Corinthians empata, mantém a invencibilidade e se garante na próxima fase da Libertadores

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather

Timão empata com San Lorenzo (ARG), garante classificação antecipada no grupo da morte e ainda pode eliminar o arquirrival São Paulo, na próxima semana

Como o esperado foi um confronto difícil, um jogo que colocou frente a frente dois recentes campeões da Libertadores. O time Argentino fez um jogo duro com o Corinthians, que estava sem seu principal jogador, o atacante peruano Paolo Guerrero.

No primeiro tempo, o jogo foi amarrado, o San Lorenzo buscava explorar o contra-ataque e a tática funcionou, o time de Tite não tinha profundidade, nem domínio do jogo, a bola batia na frente e voltava. Vágner Love, não chegou nem perto da sombra de Guerrero, ouso em dizer que Tite errou em escala-lo. Um jogo desse nível, seria para Danilo, que já mostrou que tem estrela e em jogos decisivos ela brilha, mas talvez o técnico do Timão esteja o preservando para domingo, um jogo que é único e decisivo.

O grande jogador do primeiro tempo e do jogo foi Renato Augusto, o meia buscou jogo os 90 minutos, sempre se apresentando, distribuindo bem as jogadas e ainda entrando na área para concluir. Renato teve talvez as duas melhores chances do time alvinegro, mas não conseguiu superar o goleiro Torrico.

O San Lorenzo assustava em contra-ataques rápidos, puxado com boas tabelas e também nas bolas paradas, mas no jogo inteiro deu apenas 2 finalizações contra a meta de Cássio.

zero

Na volta do intervalo, o jogo continuou com o mesmo panorama, o San Lorenzo fechado e o Corinthians buscando uma maneira de vencer a barreira do time do Papa. Destaque para o lateral Buffarini, que foi um monstro, venceu todas as disputas de bola atrás e ainda puxava os contra-ataque do time argentino.

Danilo entrou, e com isso o Corinthians perdeu a referência na área, mas ganhou mais um homem no meio de campo, que trabalha bem a bola, em um grande lançamento ele conseguiu deixar Renato Augusto na cara do gol, porém, o domínio matou Renato, a bola ficou presa e deu tempo de Buffarini chegar para dividir.

Do mais foi isso, muita pegada, marcação e poucas chances claras de gols. Os dois times saíram satisfeitos com o empate. O Corinthians pela classificação e o San Lorenzo por ainda estar vivo e manter a esperança até a última rodada.

Temos que destacar a marca expressiva do volante Ralf, que completou a 39ª partida pelo Timão na Libertadores, atuando em todos os jogos desde 2010 e pelo recorde de público na Arena Corinthians, 40.744 pagantes (não são levados em conta os jogos da Copa do Mundo do ano passando, quando o local contou com duas arquibancadas móveis que ampliaram em quase 20 mil lugares sua capacidade).

Agora o Timão junta suas forças para a próxima partida, domingo contra o Palmeiras e promete ser mais um jogo de arrepiar!!

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmailby feather

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *